Parrafo magazine

Ludmila Rodrigues

o corvo

já faz muito tempo
que existe um pequeno corvo no meu ventre
não sei como ele se instalou tão firme
em um corpo ainda jovem e quente
um dia simplesmente estava lá
e desde então se alimenta do meu sangue
e da minha força
enquanto convalesço calada
com os olhos trincados e as pálpebras frias
sem entender muito bem
o que ele faz aqui e por que eu
por que minhas vísceras e não outras
por que meu sangue e não outro
quando ele bate as asas dentro de mim
e perfura minhas entranhas com seu bico fino
eu me aquieto e deixo que ele se alimente
(embora doa um pouco 
depois do corvo quase tudo me é indiferente)
ele me faz acumular papéis não lidos 
cancelar encontros
e não querer lavar os cabelos
(não importa se o sol está escaldante)
repito, ele não é grande
mas é inexplicavelmente forte
e parece pesar uma tonelada
mesmo quando só repousa

céu nublado

a garçonete quebrou uma taça
enquanto olhava fixamente
a namorada de um homem até simpático
no mesmo instante, o fox terrier ganhou a esquina
e se perdeu do dono
enquanto isso, eu te olhava trêmula
mordia a boca tão forte que senti gosto de sangue

Ludmila Rodrigues

Ludmila Rodrigues é brasileira e tem 27 anos. É graduada em Letras pela Universidade Federal da Bahia e publicou os livros O rosto na xícara e Minha cabeça já não comporta tantos antigamentes. Mantém o blog http://medium.com/@ludmilardgs o corvo já faz muito temp que existe um pequeno corvo no meu ventr não sei como ele se instalou tão firm em um corpo ainda jovem e quent um dia simplesmente estava l e desde então se alimenta do meu sangu e da minha forç enquanto convalesço calad com os olhos trincados e as pálpebras fria sem entender muito be o que ele faz aqui e por que e por que minhas vísceras e não outra por que meu sangue e não outr quando ele bate as asas dentro de mi e perfura minhas entranhas com seu bico fin eu me aquieto e deixo que ele se aliment (embora doa um pouco depois do corvo quase tudo me é indiferente ele me faz acumular papéis não lidos cancelar encontro e não querer lavar os cabelo (não importa se o sol está escaldante repito, ele não é grand mas é inexplicavelmente fort e parece pesar uma tonelad mesmo quando só repous céu nublad a garçonete quebrou uma taça enquanto olhava fixament a namorada de um homem até simpátic no mesmo instante, o fox terrier ganhou a esquin e se perdeu do don enquanto isso, eu te olhava trêmul mordia a boca tão forte que senti gosto de sangu