Parrafo magazine

Editor-in-Chief: Michelle Medrado / Benjamin David Burt

Creative Editor: Michelle Medrado

Research: Michelle Medrado

Editorial Board:

Antonio Ginés Collado González
Benjamin David Burt
Cheri Marie Robinson
Ernesto Arciniega
Gabriela Lopes Vasconcellos de Andrade
Michelle Medrado
Nitzaira Delgado-Garcia
Paula Thomas

Graphic Designer: Juan Sebastian Acosta
Webmaster: Gabriel Barros

ISBN:978-0-9978710-0/ISSN: 2154.9974

Funding provided by UCLA Graduate Students Association Publications

Contributors / Colaboradores

Michelle Medrado é antropóloga e doutoranda na Universidade da Califórnia, Los Angeles. Medrado é formada pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, é especialista pela Faculdade Santa Marcelina em Moda e Criação. Possui certificados em Direito da Moda pela Fordham University (NY) e em Teoria Critica pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS (Paris). Seu interesse de pesquisa estão relacionados a produção e circulação da cultura material, figurino, moda e indústria da moda, e mídia e Angola.

Amine Barbuda é artista de linguagens variadas, trabalha com desdobramentos de investigações urbanas e do homem contemporâneo utilizando ilustrações, animações e poesias. É arquiteta e urbanista, graduada e mestra pela Universidade Federal da Bahia

Livia L. O. dos S. Drummond possui graduação em Licenciatura em Histótia pela Universidade do Estado da Bahia. Mestrado em Literatura e Cultura pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal da Bahia. Doutoranda no Programa de Pós- Graduação da Universidade Federal da Bahia. Está vinculada ao grupo de pesquisa O escritor e seus Múltiplos: migrações, no qual foi bolsista CNPQ/PIBIC

Jorge Abraham Sanchez Guevara estudió licenciatura y maestría en Letras en la UNAM. Ha sido profesor de Literatura en el IEMS, la ENAH y la UNAM. Ha publicado ensayos, cuentos y poemas en varias antologías y en dos libros propios - Sesión apocalíptica, 2010 y Grietas (2013) y la novela Boceto de mar ennegrecido (2015).

Adelmar Ramírez, estudió una doble licenciatura en Psicología y Escritura Creativa en la Universidad de Texas en El Paso, además de una Maestría en Escritura. Ha publicado en Río Grande Review, la Revista Opción, Revista Albedrío y en Círculo de Poesía. En 2014 apareció en la antología de poesía joven mexicana Poetas parricidas: generación entre siglos. Fue finalista del Premio Fundación Loewe (España, 2013). Publicó el poemario Fuera de temporada (2017).

Adrián Ríos es estudiante de posgrado en la Universidad de Harvard donde se especializa en literatura latinoamericana y fronteras. Entre sus proyectos se encuentra Traslados, llevado acabo en la frontera Tijuana-San Diego.

Allan Ribeiro, diretor e roteirista, formado em Cinema pela Universidade Federal Fluminense. Realizou dois longas: Mais do que eu possa me reconhecer (2015) e Esse amor que nos consome (2012), que receberam prêmios nos festivais de Brasília, Tiradentes e APCA. Em curtas-metragens, realizou doze produções, com destaque para O Brilho dos Meus Olhos (2006), A Dama do Peixoto (2011), O Clube (2014) e O Quebra-cabeça de Sara (2017). Em 2016, lançou pelo Canal Brasil a série Noturnas.

Andressa Cor was born and raised in Brazil. She holds a BFA in Cinema from Paraná University of Art, a second BFA in Engraving from the Paraná School of Music and Arts. Cor MFA is in Cinematography from the American Film Institute (AFI), she was awarded the Alfred P. Sloan Foundation grant and New Filmmakers Program at Panavision. Stealth (directed by Bennet Lasseter) her film thesis, won a 2015 Student Academy Award and an honorable mention at the 68th Cannes Film Festival. In 2016, she was selected one of the six cinematographers for the Project Involve Program, making her one of the thirty new voices of filmmaking presented by Film Independent organization.

Antonia Torreão Herrera possui graduação em Licenciatura e em Bacharelado em Letras Vernáculas Com Francês pela Universidade Federal da Bahia, mestrado em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia e doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professora associada IV da Universidade Federal da Bahia, atuando nas áreas de Teoria da Literatura e Criação Literária. Foi Diretora do Instituto de Letras da UFBA (2009-2010) e é líder do grupo de pesquisa Teoria da Literatura, Literatura Comparada e Criação Literária/CNPq; Coordenadora do Projeto de Pesquisa O escritor e seus múltiplos: migrações.

Bruno-Pierre Houle is a visual artist and scenographer with an interest in unconventional narratives. His work in film and theatre explores the ways media can bring an audience together. He is a member of allcaps collective; he was a co-creator on the concert-theatre experience Title Loading at Fusebox Festival. He continues to investigate fairy tales and how they impact our perception of storytelling

Carlos Yebra López es candidato doctoral en el departamento de español y portugués de la New York University. Hablante bilingüe de judeoespañol, participa asiduamente en el simposio UCLadino (UCLA) y su investigación se centra en el rol de las comunidades musulmanas y judías en la España contemporánea.

Alejandro Acero Ayuda es licenciado en Filosofía y actualmente desarrolla su labor como investigador independiente en Dallas, Texas, donde se dedica a la pedagogía lingüística del español, la escritura y la divulgación.

Carmen Pombero, formada en Ciudad de La Habana y New York, Madrid y Sevilla, es dramaturga, guionista y escritora. Ha participado como guionista en las series de mayor audiencia de la televisión española. Como dramaturga ostenta importantes premios y reconocimientos internacionales y su obra se estudia, publica y estrena por todo el mundo. En ellas predomina el compromiso social en temáticas como las desigualdades a las que se enfrentan las mujeres y los colectivos LGTBI en una constante búsqueda formal que la ha llevado a ser muy innovadora. Tiene tres novelas juveniles publicadas y diversos microrrelatos en revistas de todo el mundo donde los tema existenciales adoptan formas de corte fantástico.

Chub es un artista Colombiano que vive en Los Angeles, USA. Debido a su estatus migratorio y la naturaleza polí ca de su obra, prefiere permanecer anónimo. Su pseudónimo surgió cuando después de emigrar a los EEUU, aumentó 20 kilos de peso. Su formación como publicista se manifiesta en su obra, la cual evoca la esté ca de la publicidad vintage. La geometricidad y los colores en la composición de sus pósteres se asemejan a la tradición de la propaganda rusa. Los elementos surrealistas de su arte denuncian el lado oscuro y siniestro de las imágenes icónicas de la esté ca Americana, poniendo al descubierto la mentira del American Dream.

Claudia Campos iniciou sua vida profissional no Ensino Médio com formação em Magistério, na graduação fez licenciatura e bacharelado em História, especializou- se em História Africana e Afro-brasileira e Mestrado em História. Depois de 16 anos atuando na licenciatura, Claudia resolveu mudar de profissão, cursando uma nova graduação o Tecnológica em Design de Moda. Atualmente, é área em que está atuando profissionalmente, com foco em Design de superfície, no desenvolvimento de estampas.

Diego Alves cresceu entre Recife e no sertão da Bahia, aos 14 anos ganhou sua primeira câmera compacta e descobriu que podia criar representações do mundo a partir das fotografias, com o tempo passou a explorar também outros dispositivos. Foi coordenador de produção e fotógrafo da ECOM - Escola de Cinema Olhares da Maré e do Núcleo de Audiovisual da Redes da Maré, projetos de formação e produção em cinema e audiovisual desenvolvido pela Redes da Maré no Conjunto de Favelas da Maré - Rio de Janeiro. Produziu curtas-metragens Ocupação, Cena e Rosália Marginal, todos realizados no território da Maré.

Diego Jesus, cineasta e pesquisador. Idealizador do projeto Escola de Cinema Olhares da Maré - ECOM, desenvolvido pela ONG Redes da Maré no Complexo de Favelas da Maré - RJ. Educador audiovisual em projeto de autorrepresentação com jovens remanescentes de quilombolas no Recôncavo da Bahia. Realizou os curtas-metragens Pra se contar uma história”, Ocupação e Rosália Marginal, nos quais atuou como roteirista e diretor.

Ernesto Arciniega es graduado de UC Berkeley en literatura española peninsular y latinoamericana y actualmente es estudiante de posgrado en el departamento de español y portugués en UCLA. Sus áreas de investigación son la literatura y el cine español peninsular y latinoamericano, la frontera México-Estados Unidos, los estudios de sexualidad y género, la teoría queer y las humanidades digitales.

Esther Boles was born in Germany and grew up in Canada. She studied in Windsor, Ontario, Santa Barbara, California, and in Guanajuato, Mexico. Besides writing she plays the violin and recently staged a puppet production of Macbeth . She and her partner live in Toronto, and with family in Guanajuato.

Esther Hamburger, antropóloga e professora titular da Escola de Comunicações e Artes – USP.

Gabriela Lopes Vasconcellos de Andrade, é graduada em Letras Vernáculas e mestra em Literatura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atualmente é estudante de Doutorado em Literatura e Cultura também na UFBA com o projeto Ele não morava em um país de rock stars e pesquisadora Fulbright.

Heloisa Lopes Silva de Andrade, é doutoranda na Universidade Federal de Minas Gerais com Projeto de tese A Construção da Subjetividde Infantil na Cibercultura. É professora assistente da Universidade Estadual da Bahia (UNEB); Trabalha com a disciplina Educação e Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso.

Geraldina Chacón Domínguez nació en México, estudió Matemáticas Aplicadas en el ITAM, Letras Modernas Inglesas y la maestría en Literatura Comparada en la UNAM. Fundó en 2007 los talleres literarios de Lumbres y Palabras de los que se desprendió Toma de Palabra. Ha publicado artículos en varias revistas y el libro Camino a Mandalay.

Jeférson Vasconcelos, artista visual. Como diretor de fotografia ou operador de câmera, realizou mais de vinte projetos, entre eles os longa-metragens Das Nuvens Pra Baixo e 4x Shakespeare. Entre junho e novembro de 2013, engajou- se nas manifestações populares e produziu imagens que fazem parte dos filmes R$ 2,95, MPL RJ e 100MIL. E também documentários: Dona Creza, O Maraca é Nosso? e Causa e Efeitos - Professores RJ. Faz parte do Norte Comum, grupo à frente do projeto Geringonça (SESC Tijuca, 2012-2016) e foi um dos ativadores da residência artística Hotel da Loucura (Instituto Nise da Silveira, 2013-2016). Durante a residência organizou o ‘Sarau Tropicaos. Em seguida, participou da residência artística ComPosições Políticas onde desenvolveu o fotolivro Testemunho (Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica, 2016). Em 2017, foi contemplado com bolsa de estudos na Universidade da Califórnia em Los Angeles, programa Estudos do Entretenimento.

Jhonni Carr holds a PhD in Hispanic Linguistics from the University of California, Los Angeles. Specializing in Spanish Sociolinguistics, she investigates the power dynamics of languages in contact in the public space of Latinx communities in Los Angeles. She uses interdisciplinary methods to explore these areas’ signage (i.e. linguistic landscape) to show how the use –or lack of use– of Spanish can affect Latinx individuals’ sense of belonging and solidarity with their community.

Paulo Pereira Lima é fotógrafo, artista plático e costume design. Possui bacharelado em Geográfia pela Universidade de São Paulo (USP) e Ph.D. em Theater e Performances Studies pela UCLA, em que pesquisou a indumentária praticantes do Candomblé. É vice presidente da LAGRANTE COMMUNICATIONS. Lima também é editor- chefe do site Afro-Brazilian.com. Sua principal referência na produção de arte é o candomblé e uma revisão artística do conceito barroco Santos de Roca.

Ju Vechi, designer gráfica, graduada em Programação Visual pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduada em Docência e Pesquisa para o Ensino Superior pela Unimes. Trabalha criando logotipos e estratégias visuais para embalagens, livros, capas de cds, figurino para shows. Já se aventurou desenhando uma marca própria de lingerie e já foi diretora de arte em agências de evento automobilístico. Seu foco de trabalho diário é a Linguagem Visual e a Teoria da Cor, e são matérias que leciona na Universidade Paulista - UNIP.

Laio Veloso, fotógrafo brasileiro e fotografa de tudo um pouco. Hoje em dia, trabalha com fotografia de moda e lifestyle e ama, através do meu ofício, retratar a beleza e individualidade de cada um.

Indira é Brasileira e futura engenharia química e decendente do povo negro que chegou ao Brasil nos navios negreiros. Sou uma mulher que anda olhando para o sol, que nem o povo malê que andava de cabeça erguida olhando sempre para o futuro. Ao mesmo tempo tento me conectar com as minhas raízes africanas expressando-as no meu jeito de vestir, minha religião ou pelos meus cabelos para que eu nunca esqueça que sou descendente de reis e rainhas.

Lenice Queiroga, artista Multimídia-Experimental, Produtora Cultural e Pesquisadora. Natural da Paraíba-Pernambuco seu universo de experimentações e pesquisas aborda temas variados e atua principalmente no Nordeste do Brasil. Editou o livro Lagarta Richelieu (2013) com a sua Escrita-Imagética-Autoral revelando a Renda Renascença e seus protagonistas, com o incentivo do Funcultura – Governo do estado de Pernambuco e apoio da Gráfica Santa Marta. Recebeu Menção Honrosa no 1o Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho (2016) na categoria Promoção e Difusão com a ação Lagarta Richelieu. Autora do site Vernacular Renascença, incentivo do Funcultura.

Ludmila Rodrigues é brasileira. É graduada em Letras pela Universidade Federal da Bahia e publicou os livros O rosto na xícara e Minha cabeça já não comporta tantos antigamentes. Mantém o blog http://medium.com/ @ludmilardgs.

Mevelyn Romay Fernandez was born and raised in Havana, where she studied English Language and Literature. She has worked as interpreter, translator and teacher. She holds a M.A. in Spanish from Ole Miss, where she currently works. In her spare time she enjoys writing, acting, working on creative projects and cuddling with Dash and Edward, her loving dogs. She hopes to finish a book or a painting one day.

Musa Michelle Mattiuzzi é performer, escritora, pesquisadora e multiartista. É graduada em Artes do Corpo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Seus trabalhos se apropriam do/e subvertem o lugar exótico atribuído ao corpo da mulher negra pelo imaginário cisnormativo branco, que o transforma numa espécie de aberração, entidade dividida entre o maravilhoso e o abjeto. Já colaborou com os coletivos GIA (Bahia), e OPAVIVARÁ! (Rio de Janeiro). Em 2017, participou do Programa Capacete Athens – documenta 14, e foi premiada pelo premio Pipa na categoria online.

Monique Cavalcante é brasileira, professora de português e o que ocorrer. Nas horas vagas gosta de colocar seus pensamentos no papel, seja em forma de letras, cores ou riscos. É fã de literatura, séries e do barulho da chuva.

Nuno Brito is a PhD student of Portuguese and Brazilian literature at University of California in Santa Barbara where he is also a Teaching Asistant in the Department of Spanish and Portuguese. He was profesor of Portuguese literature in Universidad Nacional Autónoma de México and has been developing studies on portuguese poetry of the 21st century and modernist Brazilian poetry. He published four books of poetry and one of short-stories. In 2008, won the literary prize of the Student Association of Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Oscar Dourado, DMA, é Professor Titular Aposentado da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, EMUS-UFBA; http://www.oscardourado.com/

Pedro Strelkow nascido em São Paulo e tendo a fotografia analógica no inicio da carreira em meados de 2001, Strelkow passou a utilizar o celular para também captar momentos, principalmente após se mudar para Europa. Nas fotos, você pode ver o contraste das diversas culturas e também referencias a técnicas analógicas nas imagens criadas na sua versão digital mais simples, um celular.

Rebecca A. Lippman is a UCLA graduate student in the department of Comparative Literature. She is working towards a dissertation about early 20th century literatures of extractive economies including the petroleum boom in Mexico, and the rubber trade in the Amazon Basin.

Rebecca Starr, PhD Candidate, University of Leeds.

Samuel Diener, after working in the fishing and foodservice industries for seven years, Samuel went to school to pursue a career in education. A graduate of Shasta College and UC Berkeley, he is now a PhD candidate in English at Harvard. He does comparative work in Spanish and Portuguese and writes and teaches poetry.

Sergio Rossi, é Brasileiro de São Paulo, vive em Milão, Itália. É designer gráfico, ilustrador e grafiteiro há mais de 30 anos. Apaixonado por política (anarquista) usa sua arte como forma de expressar suas visões políticas através de graffites e ilustrações.

Simone Alexandrino was born and raised in Brazil. Her fascination with communication and creative expression led her to earn a degree in Communication from the University of Uberaba, Brazil and her Masters Degree in Spiritual Psychology from the University of Santa Monica. She has studied at the Art Center College of Design in Pasadena.

Ateliê Digital Analógico - ADA, é formado pelo artista Caio Fazolin e pela socióloga Tatiane Gonzalez, juntos eles investigam a relação entre artes, tecnologia e cultura, por meio de intervenções urbanas como esculturas de luz, video mapping e performances audiovisuais. Atuam em grupo desde 2015, mas somente em 2018 formalizam a parceria sob esse nome.

Tiago Sant’Ana é artista da performance, doutorando em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia. Desenvolve pesquisas em performance e seus possíveis desdobramentos desde 2009. Seus trabalhos como artista imergem nas tensões e representações das identidades afro-brasileiras – tendo influência das perspectivas decoloniais. Participou de festivais e exposições nacionais e internacionais como Axé Bahia: The power of art in an afro-brazilian metropolis (2017), no Fowler Museum, Reply All (2016), na Grosvenor Gallery, e Orixás (2016), na Casa França-Brasil. Foi curador- assistente da 3a. Bienal da Bahia (2014), além de ter organizado outras mostras como Campo de Batalha (2017) e Future Afro Brazil Visions in time (2017).

Lavoisier Clemente, is model and fashion filmmaker, grew up around the art community and worked on UNAIDS and UNICEF’s project in the Amazon Rainforest. Also known as Lavo, created the TriplicArt, a project that aims to bring to the indigenous communities in the Amazon painters, graphic artists, designers, dancers, actors, yogis, photographers, filmmakers, musicians, anthropologists, businessmen and health-care workers from diverse regions of Brazil and the world.

Wolfgang Lugmair is a german artist that lives in Berlin and Mexico City. He graduated on Acadamy Of Fine Arts Karlsruhe and he received the Residency and scolarship at Herrenhaus Edenkoben and the Scolarship of the SRE in Mexico City.

Wendy Perla Kurtz, Ph.D., Hispanic Languages and Literatures, University of California, Los Angeles – UCLA.

Sonia Regina Bischain, escritora, fotografa e designer gráfica.